Processos X Formulários: grandes mudanças!

versão 4.27 O modo como processos e formulários se conectavam sempre foi um tanto complexo 😫 .


Você cria o processo primeiro, ou o formulário? E quando versiono um processo, o que acontece com o formulário? E quando importo, o que acontece? Como versiono um formulário? 

Essas são algumas das dúvidas que sempre recebemos. Nos esforçamos bastante para promover uma simplificação radical nesse ponto, procurando tornar sua vida mais simples.


Como era antes

Na prática, um formulário poderia estar associado a mais de um processo. Ou, pensando-se pelo lado contrário, diversos processos poderiam usar o mesmo formulário.



Por um lado, essa abordagem tinha alguns benefícios. Você poderia rapidamente reutilizar um formulário existente, evitando ter que criar todos os seus campos novamente.

Por outro lado, você poderia correr riscos inesperados: alterar um formulário poderia impactar em mais de um processo, e nem sempre você poderia ter claro todas essas conexões para poder testar corretamente tudo que foi impactado.

Outra limitação era no caso em que você só queria reaproveitar um pedaço de um formulário existente. Você não poderia excluir os campos indesejados, pois eles eram usados por outros processos!

Então, você até começava bem, com um formulário já pronto, mas ficava preso logo ali na frente, não podendo alterá-lo!

Como ficou agora

A nova regra é bem simples: cada processo tem seu próprio formulário, sempre! Agora, processo e formulário passam a ser uma coisa só.



Mas calma! 😨 😨 😨  Eu sei o que você está pensando. Como vou poder reaproveitar formulários já criados?  

É para permitir isso que criamos a função de clonar formulário. Veja bem, clonar é diferente de reusar. Com a clonagem, você poderá copiar um formulário inteiro de outro processo, criando um novo formulário, e usá-lo em seu novo processo.  👍


E um formulário não impacta em nada no outro. Você pode criar novos campos, mudar campos, excluir campos, que o formulário original não será impactado. Pois, afinal, você está usando um novo formulário! 👍 

Outras implicações

Para isso tudo funcionar, outras regras de negócio mudaram:

1. Não existe mais o "nome do formulário". Você não precisa se preocupar com isso. Processo e formulário são uma coisa só, portanto, a partir de agora, você só verá o nome do processo.

2. Agora, sempre que você importar um processo, ele obrigatoriamente irá criar o processo e o formulário associado. Pois processo e formulário passam a ser uma coisa só, lembra? Antes, você tinha a opção de não criar o formulário se já existisse outro com o mesmo nome no ambiente de destino. 👍 

3. Ao criar uma nova versão de um processo, igualmente um novo formulário é criado junto com a nova versão (obviamente, copiado do formulário do processo pai). Se você modificar o formulário de uma versão, as outras versões não são impactadas. 👍 

4. A nova função de "Copiar processo" também faz o mesmo, copia o formulário todo junto. 👍 

5. Os módulos de gestão "Formulários" e "Categorias de Formulários" deixam de existir. Pois eles simplesmente não fazem mais sentido. Você não faz mais gestão de formulários. Você faz gestão de processos, e dentro de cada processo tem o seu formulário.  👍 

Ah, importante: o que já existe até a essa data continua tudo igual, ok? Processos e formulários já construídos não serão impactados!

Gostou? O que você achou essa mudança?